Tipos de vestidos para casamentos

É seguro dizer que a moda é uma coisa evolução as mulheres não vestir a mesma hoje como fizemos nos anos 1890 (ou mesmo, para que o assunto, como fizemos na década de 1990). Embora, logicamente, a seguir, algumas pessoas percebem que a etiqueta do mundo da moda também evolui. (É oficialmente ok vestir-se de branco, mesmo após o Dia de Trabalho, pessoal! De confiança.

Enquanto algumas tradições se apegar por um bom motivo por exemplo, a menos que especificamente solicitado, nunca vestem-se de branco para um casamento para evitar a concorrência, ou de atraírem a atenção do noiva no seu grande dia, é hora de deixar os outros no passado, onde eles pertencem. Aqui está um guia prático para ajudar a dar sentido a essas novas alfaiataria normas.

O vestido

O que usar: Deixar o convite, temporada, e hora de ser seus guias. (Se você estiver em uma perda, e você está perto de noiva, pergunte a ela o que é certo; caso contrário, consulte a dama de honra ou a mãe da noiva.)

Para o dia dos casamentos, que tendem a ser mais casual, afastar-se de algo muito frisado ou paetês”, diz Lauren A. Rothman, fundador do Estilo do Autor, uma moda-empresa de consultoria com sede em Washington, D.C., em Vez disso, optar por um joelho-comprimento vestido em um material, como o algodão; em tempo quente ou regiões, estilos sem alças e sapatos de bico aberto obter o aval de aprovação. “

Simples chapéus” também ganhar um sinal de positivo, diz Amy Lindquist, chefe de Lindquist de Moda E Consultoria de Imagem, em Minneapolis. Se a cerimônia for na parte da tarde e a recepção à noite, e o convite não especifica o vestido, suponha que o evento é semi-formalizado, o que exige um vestido de cocktail ou um terno noite em uma cor que não renegar a noiva. “Rosa pálido é OK―quente-de-rosa não é”, diz Lindquist.

O uso

Black tie uma vez que significava andar-vestidos de comprimento. Agora, em todos, mas o maior de assuntos, vestidos como curto do joelho-comprimento são aceitáveis, desde que tenham um semi-formalizado ou formal de corte e tecido; seda ou de uma mistura de seda, por exemplo, seria apropriado.

Como para usar tomara-que-caia ou sem mangas, vestido em uma casa de adoração, algumas tem regras rígidas sobre a encobrir; verificar o protocolo de antemão ou trazer um envoltório.

Você deve ser convidado para o jantar de ensaio, “eles variam muito em formalidade, portanto, observe onde estão sendo realizados”, diz Lizzie Post, uma etiqueta de uma autoridade, de um autor, e um porta-voz da Emily Post Institute. Em geral, “cocktail-party regras se aplicam,” Joseph Williamson, um estilista de moda em Nova York.

Guia para encontrar os melhores vestidos

O melhor Guia para a Estilos de Vestido de Noiva se você não souber sua querida estilos, desde o seu sem alças, em seguida, o nosso emoly vestido de casamento guia está aqui para ajudar escolher o vestido de vestidos para casamento casamento perfeito é geralmente uma das primeiras coisas em sua mente depois de ficar noiva, e, às vezes, é mais fácil dizer do que fazer com a escolha.

amostra vestidos de noivas

É muito fácil sentir-se oprimido quando há tantas diferentes estilos de vestido de casamento que oferecemos. Quando você entrar no mundo maravilhoso do design nupcial, a terminologia pode ficar um emoly pouco vestidos para casamento confuso. Se você está confuso sobre qual estilo ou decote optar por então não tenha medo, o nosso guia prático irá dizer-lhe tudo o que você precisa saber!

O estilo

Reunimos os mais populares estilos de vestido de noiva e decotes e contou com a assessoria de três moda especialistas para ajudar você a decidir o que é certo para você. Sem correias ligado para o decote, um vestido sem alças, senta-se confortavelmente em todo o busto e sob os braços, a fixação de forma segura na parte de trás.

Qualquer que seja a sua forma, não há um sem alças de ajuste para embelezar”, diz Nick Ede, de cabeça de juiz na Passarela 24 e estilo de peritos para a OK! TV em CINCO. “É um elegante olhar vestidos para casamento discreto para acentuando um pescoço longo e emoly oferecer ampla oportunidade para mostrar uma declaração colar.

Este estilo de vestido de noiva é amado por noivas para os seus feminina e romântica! Um decote formas naturais da forma do coração através o busto, expondo o painel central do pescoço. “Este é um belo decote, dando-lhe um doce e inocente olhar”, diz TV de moda de juiz e de noiva treinador, Michele Paraíso.

Tipo de vestido

Ele também funciona com maior bustos, mostrando uma pitada de clivagem em vez de um balde cheio. Este também é um grande decote se você tem um rosto angular como as curvas e contornos adicionar emoly vestidos para casamento suavidade e equilíbrio. Um halter neck vestido normalmente tem um pescoço alto com profundas cavas ou duas tiras de corpete, que encontram na parte de trás do pescoço. Este estilo é muito lisonjeiro, e é um único look de noiva.

Nick diz halter pescoço vestidos são uma escolha inusitada como a maioria das noivas modernas optar por um decote sem olhar: ‘Mostrando os ombros e parte superior dos braços, pescoço halter pode alongar uma noiva petite. Ela também pode ajudar a evitar o temido ‘nas vestidos para casamento axilas bolsa’ que um doente-encaixe vestido sem alças pode criar.

O que usar

Um decote em V é formado por duas emoly linhas diagonais a partir do ombro que se encontram no peito, mergulhando a forma de ‘v’ expõe o pescoço e decote. Michele diz um decote V vestido é ótimo se você quiser minimizar o seu busto: ‘Mas um pequeno busto poderia parecer menor”, ela avisa. V-pescoço criar a impressão de altura e são particularmente boas para a apple formas.

Praça do pescoço até o vestidos emoly têm vestidos para casamento um ângulo decote de forma que é criado por três linear bordas que não ingressar ou cruzar. Decotes quadrados são ideais para as noivas que são bem dotados como elas corte baixo, sem ser muito revelador”, diz Michele. Esse decote que vai minimizar um rosto redondo e ajudar a dar os ombros de um olhar mais amplo.

Massas para o jantar

Há um monte de lugares para se estar curioso sobre, então começamos a Curiosidade de Viagem Instagram. Onde será que a sua curiosidade o levar? Siga-nos! Quando você faz um espaguete jantar em casa, é simples pegue uma caixa de macarrão e um frasco de molho e você basicamente está bom para ir. Fazer a massa a partir do zero seria aumentar a dificuldade consideravelmente.

Mas isso ainda seria um passeio no parque comparado ao fazer su filindeu, os mais raros de massas do mundo. A técnica para fazer isso tem sido em torno de mais de 300 anos, e apenas três mulheres vivo hoje domina-lo. Mesmo chef-celebridade Jamie Oliver jogou a toalha, mais tarde, se não fizer isso direito, em seu show, Jamie Super Alimento eu tenho vindo a fazer macarrão de 20 anos e eu nunca vi nada como isso.

O macarrão

A massa do nome se traduz em “threads” de Deus,” que deve ser o suficiente para dizer-lhe que isso é, no mínimo, um prato complicado. Su filindeu é feita com muito cuidado, puxando a massa em 256 perfeitamente uniforme e fina vertentes através de uma grande moldura circular. Os fios em camadas, três vezes na diagonal, criando o que acaba parecendo frágil macarrão de renda.

A receita e a técnica foi transmitida por centenas de anos, dentro da pequena cidade de Nuoro, na ilha italiana da Sardenha. Porque o processo para fazer a massa é tão complicado e demorado, muitos não conseguir comer: durante os últimos 200 anos, somente aqueles que tem levado a uma viagem de 20 milhas a pé ou a cavalo, de Nuoro para a aldeia de Lula para a Festa de San Francesco tiveram o prazer. Relógio antigo para massas, divisoras, processo no vídeo abaixo.

A janta

Se você está de dieta ou diabético, parece que todo o mundo estes dias vai low-carb. Se você é um deles, há uma boa notícia as sobras de macarrão que foi resfriado e reaquecido é significativamente mais saudável do que quando fresco. Há um monte de lugares para se estar curioso sobre, então começamos a Curiosidade de Viagem Instagram.

Onde será que a sua curiosidade o levar? Siga-nos! Sorvete de entusiastas, o seu paraíso espera por você na Venezuela. Localizado na aldeia de Mérida é Heladería Coromoto, um recorde sorveteria. Esta pequena loja possui o maior número de sabores de sorvete no mundo, cerca de 900. E foi assim que, em 31 de sabores não parece muito impressionante.

Benefícios

A loja foi aberta por um imigrante português chamado Manuel Da Silva Oliveira, em 1980. Ele trabalhou para grandes de sorvete de empresas de anos antes de decidir abrir até o final de salão. Mas não apenas Da Silva Oliveira deseja impressionar, com uma quantidade enorme de sabores para escolher, ele tomou um passo adiante, através de inovação extremamente inesperado sabores.

Ele começou com abacate, que agora é um local favorito, e desde então tem criado sorvete de sabores como trutas, cogumelos e vinho, macarrão e queijo, e o salmão. Heladería Coromoto é uma lista de balde de destino para sorvete amantes e, geralmente, muito corajoso almas iguais veja o que a loja parece no vídeo abaixo.

O que era um navio negreiro

Estupradas, torturadas com branco-quente forks, eles foram jogados para os tubarões, se a morte terminou a sua agonia. Um novo livro revela o verdadeiro horror da vida em um navio negreiro. Louis Asa-Asa tinha 13 anos quando sua felicidade acabou. Um dia, guerreiros se reuniram em sua casa, longe do mar. Eles atearam fogo nos barracos, matando e capturando os moradores.

Olaudah, também Nigeriano, tinha apenas 11 quando os comerciantes de escravos levou a bordo de um navio negreiro. Ele foi agarrado por membros da tripulação, “homens brancos com horrível aparência, faces vermelhas e cabelos longos”, que jogou sobre ele para ver se seus membros foram de som.

Os escravos

Ele pensou que eles eram maus espíritos, não de seres humanos. Como ele registrou 35 anos mais tarde, quando eles colocá-lo para baixo sobre o convés a primeira coisa que ele viu foi uma enorme panela de cobre, e nas proximidades de uma multidão de negros, “acorrentados juntos, cada um do seu semblante expressar o desânimo e a tristeza”.

Atingido pelo pensamento de que ele tinha caído nas mãos de canibais, Olaudah desmaiou. Estes são apenas três escravos entre os 12,4 milhões de Africanos que foram capturados por assaltantes e seqüestradores e transportados através do Atlântico em navios de escravos entre o final do dia 15 e o final do século 19.

Como Marcus Rediker, lembra um novo livro sobre o comércio de escravos, de 1,8 milhões de escravos morreram durante a viagem que conhecido como o tráfico negreiro, seu corpo jogado aos tubarões. Mais de dez milhões de pessoas que sobreviveram a viagem foram condenados a um sistema de plantio de tão brutal, muitos mais morreram.

O transporte

Dois terços do total foram transportados entre 1700 e 1808, período que inclui a Idade do Iluminismo e manuscritos por Jane Austen. Ele veio de uma pastoral de fundo em que os aldeões trabalhou coletivamente para construir casas e cultivar os campos, angariação de géneros alimentícios, principalmente inhame e frutas, mas também o tabaco, o algodão e o que eles faziam nas roupas.

Ferreiros feitos de armas; outros artesãos joias feitas. Sua Ibo as pessoas acreditavam que os espíritos dos mortos vagavam sem rumo, a menos que determinado enterro apropriado. Como no último século, campos de morte, talvez apenas os muito jovens, como ele, poderia sobreviver a uma jornada sem ao longo da vida mental danos.

Os  negros

A humilhação do escravo trem homens, mulheres e crianças amarrado em um pescoço gema de como eles tropeçou em direção ao litoral era geralmente seguido pela prisão de máximo de oito meses, até que um navio negreiro chegou e coletou uma carga completa sendo que elas foram marchou para fora, despojado, analisaram, discutiram mais e, finalmente, dado um número pelo qual seria conhecido em toda a viagem.

Como o navio zarpar, a completa dimensão do que estava acontecendo a ele atingiu a casa, como ele deve ter feito a milhões de outros Africanos. Por causa do mau tempo, os escravos permaneceram bloqueados abaixo em suas cadeias de dias de cada vez. O calor era sufocante, o mau cheiro insuportável. Coberto de suor, vômito e sangue, o embalado escravos criado um miasma que subiu as grades do convés superior em um repugnante névoa.

O “necessário banheiras” cheio de fezes “quase sufocou a gente”, lembrou Olaudah. Os gritos de pavor escravos, consciente da problemática de espíritos dos mortos, amassada com os gemidos dos moribundos. Era raro que um escravo de transporte através do Atlântico, para não dar a abundância de víveres para os tubarões de natação nas proximidades.